16 Passos e Dicas de Gestão Para Quem Quer Abrir Um Brechó



O mercado de brechós vive um bom momento. Segundo dados levantados pelo Sebrae, o número de pequenos negócios no comércio varejista de artigos usados cresceu 210% nos últimos cinco anos no Brasil. “Houve uma mudança do perfil do consumidor, as pessoas querem criar seu próprio estilo, procuram por exclusividade”, afirma o Juarez de Paula, gerente da Unidade de Atendimento Coletivo do Sebrae. A seguir, ele dá seis dicas de gestão para quem pensa em abrir um brechó.

1. Mercado
Conhecer bem o mercado é fundamental. Pesquise, converse com outros empreendedores do setor, avalie se o seu modelo de negócio funciona bem na realidade. Faça uma análise da concorrência, visite os brechós com o mesmo posicionamento que o seu, identifique os pontos fortes e fracos e procure se diferenciar.

2. Ponto de venda
Escolha uma loja bem localizada, onde passe um grande fluxo de pessoas e que tenha facilidade de acesso. Procure ter um visual de loja, elegante, bem iluminado e sem roupas amontoadas. É muito importante que o brechó passe uma imagem de limpeza. “O consumidor passou a ter um outro olhar e não espera mais encontrar um monte de produtos velhos e empoeirados. Espera encontrar uma loja onde vai fazer achados que não estão na moda, nas lojas convencionais”.

3. E-commerce
Abrir o brechó na internet é uma ótima opção para quem deseja diminuir os custos fixos, mas é preciso uma boa estratégia de marketing para se tornar conhecido. Uma boa solução é começar o brechó virtual em um marketplace (plataforma onde vendedores oferecem seus produtos e serviços a potenciais compradores), que já atrai um grande fluxo de compradores: a visibilidade do seu negócio aumenta e fica mais fácil ser encontrado pelos clientes.

4. Gestão de estoque
Saber comprar faz toda a diferença, o atrativo do brechó é ter produtos exclusivos. Fique atento ao que o seu público deseja para escolher as peças certas, que vão ter saída. Para quem pretende trabalhar com consignação, o segredo é montar uma boa rede de fornecedores para ter sempre novidades nas araras. Fique de olho na limpeza e higienização das peças para quebrar o preconceito do cliente em relação a roupas usadas. Monte sugestões de look para aumentar a venda casada: o cliente que buscava apenas uma peça pode acabar levando três. As mercadorias precisam ser etiquetadas na entrada e baixadas na saída. Para isso, é fundamental ter um sistema para controlar o estoque e, consequentemente, comprar melhor, conhecer os hábitos de consumo de seu cliente e fazer promoções.
brecho-como-montar5
5. Segmentação
Siga a tendência da especialização e aposte em um nicho como roupas e acessório infantis e de luxo, artigos para decoração, móveis, etc. O posicionamento pela segmentação (linha de produtos, estilo, público, luxo, etc.) permite que você se diferencie. Conheça melhor o perfil de seu cliente (atitudes, preferências, hábitos, costumes, relações sociais), incremente seus esforços de marketing e ofereça um atendimento diferenciado. Quanto mais você conhecer seu público consumidor, mais chances terá de acertar ao adquirir seu estoque.


6. Finanças
“Os donos de brechós, na maior parte das vezes, gostam de moda e de garimpar peças, mas não são especialistas em gestão financeira. Por isso, é preciso estar muito atento ao fluxo de caixa, aos custos fixos e variáveis e ao dinheiro para a compra de mercadorias”. No portal de Ensino à Distância do Sebrae (www.ead.sebrae.com.br) você pode fazer vários cursos online gratuitos sobre gestão.
Fonte: revistapegn.globo.com
brecho-como-montar

Dicas

Invista no design da loja, um ambiente sofisticado é sempre a melhor opção.
As roupas que estiverem à venda, devem estar limpas, e claro, cheirosas para que a loja também tenha um cheiro agradável. Tenha cuidado para não deixar a sua loja com cheiro de guarda-roupa sujo e velho.

Separe tudo o que você tiver (roupas, sapatos e acessórios) por seção, exatamente como as outras lojas fazem.
Leve o seu negócio a sério. Por isso, determine um horário de funcionamento da loja, contrate pessoas de confiança e administre bem o seu negócio.

Tenha o controle de tudo do que tem e sobre o que está acontecendo na sua loja. Não s esqueça de que é muito importante anotar e ter o controle total de seus produtos, principalmente dos mais procurados. Pois assim, você tem como saber o que mais vende na loja e quais dias da semana mais comercializa. Administrar bem o seu negócio é o que faz tudo dar certo.

Na hora de comprar para revender em sua loja, sempre compre peças em bom estado, evite comprar peças que estejam muito danificadas e com cheiros muito fortes e que podem não sair, principalmente se o seu brechó não for popular. É muito importante deixar claro que uma boa venda sempre começa com uma boa compra, ao montar um brechó nunca se deve esquecer-se disso.

brecho-como-montar2
brecho-como-montar2

Trabalhar com consignação de roupas, acessórios e sapatos também é uma opção para quem trabalha nesse ramo, principalmente porque não é necessário nenhum tipo de investimento e as opções serão maiores para os clientes que frequentam o brechó.

Compre uma mercadoria bastante variada, tente ser bastante imparcial na hora de fazer uma compra para colocar em seu brechó. É muito importante, no início do seu negócio você ter de tudo, até você conseguir entender qual é o gosto dos seus clientes e o que mais eles procuram.

Sempre deixe o seu brechó limpo e o mais organizado possível, muito mais do que uma loja comum. Para isso, é muito importante que você tenha paciência e que seja organizado, pois as pessoas vão mexer e tirar tudo do lugar. Cabe a você colocar tudo de volta.

Acima, demos algumas dicas de como montar e manter um brechó. Com organização e força de vontade, com certeza você conseguirá.

DICAS PARA ORGANIZAR O BRECHÓ:

1) Público direcionado: eu não marquei um dia específico para o brechó, apenas convidei algumas amigas que sabia que as roupas que coloquei à venda dariam certo (tanto no gosto quanto no tamanho) para irem na minha casa vê-las depois do meu horário de trabalho ou no final de semana (determinei um prazo de mais ou menos 15 dias para elas verem as roupas). Dois pontinhos foram chaves neste quesito: chamar apenas amigas que sabia que teria uma possibilidade de vender algo pra elas e de o brechó ser por um período mais estendido.


2) Exposição das roupas: eu sou super organizada e não fui diferente em relação ao brechó! Separei um espaço para colocar as roupas e organizei elas por tipos (ou seja, blusinhas com blusinhas, calças com calças). As roupas estavam todas bem dobradinhas, bem passadas (como nas lojas) e limpinhas, isso causa uma boa impressão. As minhas amigas (também) puderam provar as roupas e ver como ficou em um espelho. Cada nova pessoa que ia eu organizava tudo de novo! Observação: quando vamos em uma loja e as coisas estão bem organizadas não temos mais entusiasmo em olhar as coisas?
brecho-como-montar3

brecho-como-montar4
3) Valores: este ponto é bem importante! Fiz uma tabela com todos os valores por peças, tinha os valores por blusas (que separei em dois, as blusas de dia a dia e as “melhores” como as de festas), calças, casacos, vestidos, bolsas, mantas/ echarpes e sapatos (em relação a eles eu fiz 5 grupos: das botas, sapatos fechados, sapatilhas, rasteiras e sandálias). Tiveram alguns poucos itens com um valor único, como um vestido de festa.

4) Forma de pagamento: para o brechó ter sucesso completo precisa dar lucro e para dar lucro um fator importante é como as clientes irão fazer o pagamento! Vejo que a melhor forma é o pagamento à vista em dinheiro ou cheque (assim a pessoa já sai do brechó com tudo pago), podemos até dar um incentivo maior para os pagamentos à vista como um desconto nas peças. Mas vocês podem me dizer: as pessoas que convidei não têm como pagar desta forma, assim eu sugiro que o pagamento seja no máximo em 3 vezes e dê preferência sejam deixados cheques pré datados. Uma sugestão é fazer o brechó em uma data próxima ao pagamento.

5) Roupas do brechó: para fazer o brechó o ideal é ter uma boa quantidade de peças de roupas, sapatos e acessórios para a amigas que forem visitá-lo terem boas opções de compra! Se tiver poucas peças de roupas quem sabe (neste caso) você não se junta com uma amiga para fazerem o brechó.

6) Criatividade para atrair clientes: o brechó pode ser um “pretexto” para comemorar algo (como o seu aniversário)! Em vez de fazer como eu fiz (de forma mais particular) você pode marcar um chá para rever algumas amigas que faz tempo que não vê. Use a criatividade e até um motivo para o brechó,… o meu motivo foi de fazer um super “limpa” nas minhas roupas com a motivação da chegada do Otávio (meu bebê) para ter mais espaço em casa e ainda ganhar um dinheirinho extra (ao qual pude comprar algumas coisas do enxoval dele).
Fonte das dicas: diadesemana.com


Loading...


Loading...