As 13 Falhas de Pontos de Costura mais Comuns e Suas Correções



As falhas dos pontos de costura ocorrem devido a dificuldade da linha da agulha em proporcionar “uma laçada constante e uniforme, para que a lançadeira possa entrelaçar-se no tempo e lugar”.
Os fatores mais comum que contribuem para as falhas de pontos de costura estão listados na tabela abaixo:
falhas-pontos-cosutra

O franzimento da costura é uma deformação das fibras que compõem um tecido durante a união dos mesmo através da linha e da agulha. Isto ocorre devido à recuperação “elástica” da linha ser maior que a elasticidade do têxtil. É importante lembrar que algumas vezes basta adequar o tipo agulha para o tecido que será usado.

Após o estiramento, as fibras possuem propriedades de retornar a seu tamanho original, o que ocasiona o franzimento, que pode ser divido em dois tipos:


– Inerente: resultado das características das fibras do tecido, geralmente têxteis muito finos, na qual a formação do ponto é maior que o espaço entre a trama e o urdume.

– Franzido por alimentação: neste tipo o calcador é que retarda o movimento do tecido (camada) entre o superior e o inferior (transporte). O tecido inferior é transportado mais rapidamente que o superior, o que causa o franzimento no tecido de baixo.
Algumas ações podem ser realizadas para tentar resolver o problema das falhas de pontos de costura na produção, são elas:

– Utilizar um tipo de ponto que ofereça maior elasticidade com menor retração;
– Reduzir as tensões das linhas (agulha x bobinas);
– Testar agulhas mais finas;
– Usar linhas de alta qualidade;
– Verificar a espessura da linha;
– Reduzir o número de pontos por centímetro;
– Utilizar chapa de agulha de acordo com a agulha;
– Reduzir a pressão do calcador;
– Usar transporte com dentes finos.


Alguns estudos apontam estimativas para consumo de linhas em relação ao ponto da costura. Essa informação é importante para adequar e conhecer a realidade dos custos de produção. Os dados da tabela a seguir foram coletados em tecidos de 1 a 3 mm de espessura com 3 a 4 pontos por centímetro.

falhas-pontos-cosutra2

Muitas vezes, um vestuário de qualidade se caracteriza pela escolha das matérias-primas que dão suporte ao acabamento final e trazem vantagens como: redução dos custos de produção, evita os retrabalhos e desgastes dos operadores e as peças mal acabadas, minimiza o tempo da máquina parada e aumenta a produtividade e a motivação dos operadores, que é uma busca constante das indústrias.

Concluindo, é importante investir em insumos de qualidade e bons fornecedores, pois representam um percentual pequeno nos custos de produção. A boa matéria-prima deve resultar em um produto final bem acabado e de qualidade, além de dar bom andamento na linha de produção.

Por Samira Troncoso
Designer de Moda e Professora na Feevale/ Novo Hamburgo (RS)

Fonte: audaces.com


Loading...