Qual Linha de Crochê Escolher Para Cada Projeto ? Manual Que Você Precisa Saber



Para não errar, pense sempre nas perguntas abaixo.

1 – Que tipo de peça eu produzirei? Cachecol, colar, sapatinho, roupa …
2 – Qual o estilo da peça? Casual, dia-a-dia, festa …
3 – Quais pontos de crochê eu utilizarei? São pontos mais simples ou mais complicados?
4 – Se for modelo de alguém, qual o material e o peso da linha de crochê indicados por ele?

Bem, vamos lá.

Linha de crochê é um têxtil geralmente feito de lã, algodão ou acrílico. Ela é feita de fios (ou camadas) torcidos juntos para formar uma corda grossa de material. Essa informação é dada nos rótulos com o nome de “Textura” ou simplesmente “tex”. Quanto maior a numeração, maior será a quantidade de dobras (torções) terá a linha. Isso irá interferir no quanto o ponto ficará nítido.

A linha escolhida pode acentuar ou camuflar o efeito que você está tentando criar. Por isso, combine sempre a linha de crochê com o ponto de crochê que será utilizado.

Como regra geral, quanto mais extravagante for a linha, mais simples deve ser o modelo da peça e do ponto de crochê utilizados . Quando mais sóbria e lisa for a linha de crochê, mais textura e detalhes do modelo irão aparecer.


Aqui estão algumas orientações:

Linha de crochê com espessura suave em uma cor sólida: Use esses fios para pontos de crochê mais complexos. Eles demonstram seu esforço na confecção do trabalho.

Em geral, fios dobrados ou torcidos são sofisticados e clássicos (com o número da textura maior). Fios com camadas únicas são rústicos e descontraídos (com o número da textura menor).

A vantagem de mostrar os detalhes do trabalho tem a desvantagem de mostrar erros, por isso, verifique seu trabalho periodicamente para não encontrar um erro somente no final, quando a peça já estiver pronta. Tudo tem seu lado bom e outro nem tão bom assim, rsrs.

Abaixo seguem 2 exemplos de linha de crochê assim.

linhas-croche-qual-escolher

Linha de crochê mesclada e de novidade: Não utilize em trabalhos complicados, pois os pontos de crochê não vão aparecer, principalmente nos fios de novidade, e todo o seu esforço para fazê-lo será para nada. Pontos de crochê simples são os melhores com esses fios. Afinal, a bela textura destes fios é o que você quer mostrar.

Quando trabalhar com essas linhas de crochê, lembre-se de contar seus pontos muitas vezes porque é fácil perder um ponto ou fazer dois pontos em um.


Trabalhe mais lentamente para não quebrar os fios.

Observe o material do fio para ver se o toque que ele proporcionará é adequado para a peça que será produzida, principalmente quando se tratar de peças de vestuário e cachecóis.

Outro ponto importante é que essa linha de crochê, normalmente, é para produzir peças mais chiques e elegantes.

Veja alguns exemplos de fios assim.
linhas-croche

Barbantes: Cada vez mais em alta, são fios mais grossos e normalmente fazem o trabalho render por isso. Ao mesmo tempo, o resultado são peças mais brutas. Normalmente utilizado para tapetes, blusas que não sejam delicadas, bolsas (dependendo do estilo) e muitas outras coisas, mas nunca para um sapatinho de bebê, por exemplo, pois ficará muito bruto.

Às vezes achamos uma peça linda, mas não encontramos a mesma linha indicada, ou simplesmente queremos mudá-la. Posso fazer essa substituição? A resposta é: depende!

Em caso de substituição de linha de crochê, considere:

Metragem: Certifique-se de prestar atenção à metragem real listada no rótulo, e não apenas no número de gramas. Uma mesma linha de crochê pode ser vendida em maior ou menor quantidade. Por isso, veja sempre quantos metros o novelo possui para comprar a quantidade necessária. Algumas poucas linhas não oferecem essa informação, mas a maioria fornece.

Além disso, caso você não compre a quantidade necessária de um mesmo lote, pode ocorrer de lotes diferentes da linha terem pequena variação na tonalidade e isso pode comprometer seu trabalho se os pontos forem mais próximos e a cor da linha for sóbria. As linhas mescladas disfarçam essa diferença, caso ocorra.

Peso: Os pesos (espessuras) devem ser a mesma. Se o padrão do modelo que você escolheu espera que você obtenha 4 pontos e 6 linhas por centímetro e você substituir um fio que lhe dá uma bitola diferente, o seu trabalho terá um resultado diferente do modelo padrão.

Por isso, sempre observe se o peso é correspondente. Mas se a ideia é aumentar ou diminuir, use uma linha de crochê com espessura maior para um resultado maior e uma linha de crochê com espessura menor para um resultado menor.

Fibra: Fios de fibras diferentes, mesmo que tenham a mesma bitola, terão características diferentes.

Tenha certeza que você conhece as características do fio e está confortável com a forma como essas diferenças afetam a peça acabada. Só porque dois fios tem o mesmo calibre não significa que eles podem substituir um ao outro com êxito em um determinado padrão. Se os fios têm características diferentes – textura, maleabilidade, fibras e cores – você não conseguirá o mesmo resultado do modelo padrão.

Textura: De um modo geral, quanto mais dobras o fio tem e quanto mais firme o fio é dobrado, mais definição do ponto você vai ter na amostra final, o que significa que um trabalho de textura e de pontos vai aparecer maravilhosamente (dê uma olhadinha nos fios 4 e 6 abaixo). Por outro lado, os fios com menos camadas e que são mais frouxamente dobrados dão uma aparência mais rústica e misturam-se para um efeito suave e aconchegante (ver fios 2 e 3 abaixo). Por isso, observe o número da textura informada no rótulo.

Dica: Se você desejar aumentar ou diminuir uma peça, é possível fazer alterando a receita (para isso, precisa ter mais conhecimento da técnica de crochetar) ou modificando o fio para uma espessura maior ou menor do que a indicada.

CONCLUINDO

Entenda o que você quer realmente antes de começar. Assim ficará mais fácil acertar.

Compare os rótulos da linha de crochê quando fizer substituição. Dificilmente você vai errar fazendo isso.

Fonte e Créditos: crochefacil.com.br